25 Livros com Personagens LGBTQIA+

Olá leitores, tudo bem?
Hoje é dia 25 de março e é comemorado o dia Nacional do Orgulho Gay ou também conhecido como Orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais). O Orgulho Gay, ou LGBT, é o conceito que define que todos os gays, lésbicas, bissexuais e transexuais devem ter orgulho da sua orientação sexual ou identidade de gênero, seja ela qual for. Em um mundo que ainda existe tanto preconceito, as barreiras estão sendo quebradas cada vez mais e a presença de personagens LGBT nos livros estão se tornando comuns e conquistando o coração de todos, é uma história mais amorzinho que a outra!
Eu particularmente gostaria de agradecer a todos os autores que não tem medo e trazem esses personagens e essas histórias, são lindas histórias e lições de vida que independente de sua orientação sexual são histórias que nos ensinam a nos aceitarmos, que nos ensinam a lutar por um amor e que nos fazem rir e chorar com os primeiros amores, as amizades, a vida, a família…

“Você já se sentiu
preso dentro de si mesmo? Não sei se isso faz algum sentido. É que às vezes
parece que todo mundo sabe quem eu sou, menos eu.”

(Simon Vs. a Agenda Homo Sapiens)

Para homenagear esse dia fiz uma lista com 25 livros com personagens LGBT <3 Confiram:

 1) Azul é a Cor Mais Quente – Julie Maroh (Skoob)
Sinopse: Clementine é uma jovem de 15 anos que descobre o amor ao conhecer Emma,
uma garota de cabelos azuis. Através de textos do diário de Clementine, o
leitor acompanha o primeiro encontro das duas e caminha entre as
descobertas, tristezas e maravilhas que essa relação pode trazer.
Em
tempos de luta por direitos e de novas questões políticas, Azul É a Cor
Mais Quente surge para mostrar o lado poético e universal do amor, sem
apontar regras ou gêneros.

2) O Segredo de Brokeback Mountain – Annie Proulx (Skoob)
Sinopse: Annie Proulx escreveu um dos contos mais originais e inteligentes da
literatura contemporânea, e, para muitos leitores e críticos, O Segredo
de Brokeback Mountain é sua obra-prima. Ennis del Mar e Jack Twist, dois
peões de fazenda, se encontram num verão quando estão trabalhando como
ovelheiro e coordenador num pasto acima da alameda. A princípio,
dividindo uma barraca isolada, a atração é natural, inevitável, mas algo
mais profundo os arrebata naquele verão. Ambos dão duro, se casam e têm
filhos, porque é isso que os vaqueiros fazem. Mas, ao longo de muitos
anos e de frequentes separações, essa relação se torna a coisa mais
importante de suas vidas, e eles fazem tudo que podem para preservá-la.
Numa linguagem deslumbrante que nos fica na cabeça, Proulx conta a
difícil e perigosa relação entre dois vaqueiros, que sobrevive a tudo,
menos à intolerância violenta do mundo.

3) Simon vs. a agenda Homo Sapiens – Becky Albertalli (Skoob)
Sinopse: Simon tem dezesseis anos e é gay, mas ninguém sabe. Sair ou não do armário é um drama que ele prefere deixar para depois. Tudo muda quando Martin, o bobão da escola, descobre uma troca de e-mails entre Simon e um garoto misterioso que se identifica como Blue e que a cada dia faz o coração de Simon bater mais forte.
Martin começa a chantageá-lo, e, se Simon não ceder, seu segredo cairá na boca de todos. Pior: sua relação com Blue poderá chegar ao fim, antes mesmo de começar.
Agora, o adolescente avesso a mudanças precisará encontrar uma forma de sair de sua zona de conforto e dar uma chance à felicidade ao lado do menino mais confuso e encantador que ele já conheceu.
Uma história que trata com naturalidade e bom humor de questões delicadas, explorando a difícil tarefa que é amadurecer e as mudanças e os dilemas pelos quais todos nós, adolescentes ou não, precisamos enfrentar para nos encontrarmos.

4) Apenas Um Garoto – Bill Konigsberg (Skoob)
Sinopse: Rafe saiu do armário aos 13 anos e nunca sofreu bullying. Mas está cansado de ser rotulado como o garoto gay, o porta-voz de uma causa.
Por isso ele decide entrar numa escola só para meninos em outro estado e manter sua orientação sexual em segredo: não com o objetivo de voltar para o armário e sim para nascer de novo, como uma folha em branco.
O plano funciona no início, e ele chega até a fazer parte do grupo dos atletas e do time de futebol. Mas as coisas se complicam quando ele percebe que está se apaixonando por um de seus novos amigos héteros.

5) Over the Rainbow – Vários (Skoob)
Sinopse: E se a Cinderela se apaixonasse por uma garota, e não por um príncipe encantado? Ou se os irmãos João e Maria, homossexuais assumidos, enfrentassem a ira de uma madrasta religiosa que só pensa em curá-los? Ou, ainda, se a Branca de Neve, abandonada numa cidade bem distante de sua terra natal, fosse acolhida por… sete travestis?
Pois pare de imaginar se os contos de fadas fossem revisitados e recebessem uma roupagem LBGTT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Abra este livro e confira as clássicas histórias da infância de milhões de pessoas contadas sob a ótica de cinco autores que fazem parte desse universo, representado pelas cores do arco-íris. Ou melhor, contos de fadxs, como reza a nova norma de gêneros.

“– É difícil ser diferente – disse Scarborough. – E talvez a melhor
resposta não seja tolerar diferenças, nem mesmo aceitá-las, e sim
celebrá-las. Talvez essas pessoas que são diferentes se sentissem mais
amadas e menos… bem, toleradas.”


(Apenas Um Garoto)

6) 1+1 A Matemática do Amor – Vinícius Grossos e Augusto Alvarenga (Skoob)
Sinopse: Lucas e Bernardo são dois garotos, melhores amigos um do outro de toda a vida. De repente, recebem a notícia de que Bernardo irá se mudar com a família para outro país. Nesse momento, cada um a seu modo, percebe como valiosa era aquela amizade, algo que não queriam perder. Bernardo reage mal e se revolta. Lucas tenta transformar cada dia que resta com o amigo na melhor experiência de suas vidas. Ele escreve uma lista de coisas para fazer e pretende cumprir uma por uma, em todos os detalhes. Mas, a cada dia, o fantasma da separação os assombra com um cronômetro lembrando que o tempo se esgota e, ainda assim, os dois passam por grandes momentos juntos. Então os meninos percebem que há algo mais entre eles… um sentimento profundo, que não conseguem explicar e tornam todas aquelas experiências ainda mais intensas. Mas o que fazer com tudo isso quando se tem apenas 16 anos?

7) Will & Will: Um Nome, Um Destino – John Green e David Levithan (Skoob)
Sinopse: Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra… Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em um aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.

8) Dois Garotos se Beijando – David Levithan (Skoob)
Sinopse: Baseado em fatos reais e em parte narrado por uma geração que morreu em decorrência da Aids, o livro segue os passos de Harry e Craig, dois jovens de 17 anos que estão prestes a participar de um desafio: 32 horas se beijando para figurar no Livro dos Recordes. Enquanto tentam cumprir sua meta — e quebrar alguns tabus —, os dois chamam a atenção de outros jovens que também precisam lidar com questões universais como amor, identidade e a sensação de pertencer.

9) Garoto Encontra Garoto – David Levithan (Skoob)
Sinopse: Paul estuda em uma escola nada convencional. A rainha do baile é uma quarterback drag queen, líderes de torcida andam de moto e a aliança entre gays e héteros ajudou os garotos héteros a aprenderem a dançar. Paul conhece Noah, o cara dos seus sonhos, mas estraga tudo de forma espetacular. E agora precisa vencer alguns desafios antes de reconquistá-lo: ajudar seu melhor amigo a lidar com os pais ultrarreligiosos que desaprovam sua orientação sexual, lidar com o fato de a sua melhor amiga estar namorando o maior babaca da escola e, enfim, acreditar no amor o bastante para recuperar Noah.

10) O Terceiro Travesseiro – Nelson Luiz de Carvalho (Skoob)
Sinopse: Baseado em uma história real, este romance desafia rótulos e hipocrisias, revelando os meandros de consciência de Marcus, um jovem comum da classe média paulistana. Com o melhor amigo Renato, descobre o amor e compreende que os dois precisarão encontrar o equilíbrio entre o que sentem e o que a família e a sociedade esperam deles, até que um terceiro personagem aparece.

“Acho que andei me dando conta de que somos todos humanos, Teeney. Nós
todos temos que criar nossos filhos, ver as pessoas que amamos
envelhecer e partir. Nós todos somos feitos pelo mesmo Deus, não somos?”
(Tudo Pode Acontecer)

11) Viagem Solitária – João W. Nery (Skoob)
Sinopse: Viagem solitária conta a história de João W. Nery, o primeiro transexual masculino de que se teve notícia no Brasil. Especialmente dedicado a todas as pessoas que se reinventam para achar um lugar no mundo, narra a infância triste e confusa do menino tratado como menina, a adolescência transtornada, iniciada com a “monstruação” e o crescimento dos seios – que fazia de tudo para esconder -, o processo de autoafirmação e a paternidade. São muitos os personagens dessa história: de Darcy Ribeiro, considerado seu mentor intelectual e um dos primeiros amigos a compreenderem-no, a Antônio Houaiss, que, sendo um grande defensor das liberdades democráticas, recomendou seu primeiro livro para publicação, Erro de pessoa: Joana ou João?, do qual foi prefaciador. História de dramas, incompreensões e lutas, Viagem solitária é um livro tecido de dor e de coragem e que anuncia, talvez, um mundo menos solitário para os “diferentes”, para aqueles que não se enquadram entre as maiorias… Por isso, caro leitor, o conselho do mestre Antônio Houaiss: “Leiam-no e humanizem-se”.

12) Entre Garotos – Pablo Torrens (Skoob)
Sinopse: Convocado para servir em uma missão de dois anos na Igreja dos Santos dos Últimos Dias nos EUA e abdicar de seus afazeres pessoais, o jovem mórmon Elder está convicto que deverá cumprir o chamado missionário e dar sequência aos anseios de sua família. Porém, ao conhecer o novo vizinho, vê despertar dentro de si sensações incógnitas que o deixarão cada vez mais interessado por ele, levando-o a experimentar um mundo diverso e esconder a realidade de pessoas próximas. É quando a relação entre os dois fica mais intensa e Elder passa a ter dificuldade de lidar com a nova vida, colocando-o em dúvida sobre a missão.

13) Você É Só Pra Mim – Lorena Miyuki (Skoob)
Sinopse: Nos anos 90, numa cidade interiorana comum do país, conhecemos dois garotos que vêm de mundos diferentes, mas conseguem se encontrar em um que eles mesmos resolvem criar. Envoltos pelos obstáculos e tragédias que são suas famílias, embarcamos com eles numa jornada por uma das fases mais difíceis da vida, cheia de (in)certezas e (re)descobertas: o primeiro beijo, a primeira vez, as peripécias da adolescência, e a dor de quem tem que aprender sozinho a se encontrar no mundo.

14) Tudo Pode Acontecer – Will Walton (Skoob)
Sinopse: Tretch Farm vive em uma cidadezinha no interior dos Estados Unidos onde todo mundo sabe da vida de todo mundo. O que torna ainda mais difícil o fato de ele estar apaixonado por Matt, seu melhor amigo. Matt não desconfia de absolutamente nada e Tretch não sabe se isso é bom ou ruim… Para ele o problema não é apenas com Matt. Sua família não tem ideia de quem ele realmente é e o que ele realmente pensa no auge dos seus quinze anos. sua mãe acredita que o filho está prestes a sair com uma garota. E Bobby Handel, que sempre insinua que Tretch é gay na escola, mal sabe que está bem perto da verdade. Aos poucos essa história revela que viver uma mentira pode não ser a melhor escolha para alguém que busca a felicidade.

15) One Man Guy –  Michael Barakiva (Skoob)
Sinopse: Um romance sobre dois garotos, dois mundos e um encontro.
Ethan é tudo o que Alek gostaria de ser: confiante, livre e irreverente. Apesar de estudarem na mesma escola, os dois garotos pertencem a mundos diferentes. Enquanto Ethan é descolado e tem vários amigos, Alek tem apenas uma, Becky, e convive intensamente com sua família e a comunidade armênia.
Mesmo com tantas diferenças, os destinos de Ethan e Alek se cruzam ao precisarem frequentar um mesmo curso de férias. Quando Ethan convence Alek a matar aula e ir a um show de Rufus Wainwright no Central Park, em Nova York, Alek embarca em sua primeira aventura fora de sua existência no subúrbio de Nova Jersey e da proteção de sua família.
E ele não consegue acreditar que um cara tão legal quer ser seu amigo. Ou, talvez, mais do que isso.
One Man Guy é uma história romântica, comovente e engraçada sobre o que acontece quando as pessoas saem de suas zonas de conforto e ajudam o outro a ver o mundo (e a si mesmo) como nunca viram antes.

16)  Fake –  Felipe Barenco (Skoob)
Sinopse: “Fake” é um ya nacional com temática gay. Conta a história de Téo, que está prestes a completar vinte anos e acabou de passar para o curso de Direito. Não bastasse a euforia em começar a faculdade, ele se apaixona por Davi, um garoto que chegou ao Rio de Janeiro para ser ator.

17) O meu melhor amigo é gay – Dielson Vilela (Skoob)
Sinopse: Carlos e Márcio são dois amigos de longa data. Um dia, um acontecimento leva Carlos a descobrir que o seu melhor amigo, Márcio, é gay. Ele se vê paralisado diante dessa revelação. E, agora?
Em meio a essa surpresa, Carlos se torna testemunha de um crime covarde, e decide criar um blog para narrar as angustias que o sufocam. Nesse processo, ele se depara com a violência motivada pelo preconceito que traz como vítimas vários segmentos considerados minorias pela sociedade.
“O meu melhor amigo é gay” traz um repensar profundo sobre as dificuldades de diálogo e de convivência causados pelo preconceito e pela intolerância diante das diferenças, despertando-nos sobre como muitas vezes somos levados à empatia de histórias que ocorrem longe de nós, mas a ter uma atitude contrária quando estão próximas, em nosso convívio diário. Faz-nos enxergar que o valor da vida está acima das diferenças, através de um desenrolar de fatos marcantes, surpreendente e de tirar o fôlego do leitor!

“Porque garotos “normais” não têm seis arquivos de anotações sobre eles. Garotos “normais” não frequentam psicólogos. Garotos “normais” não têm mães como a minha, que dizem que a vida não é justa com uma alegria falsa, como se a injustiça da vida fosse praticamente a única coisa da qual elas tivessem certeza. Passei a vida inteira ouvindo que eu sou exatamente o contrário de “normal”

(A Arte De Ser Normal)

18) Contando Estrelas – Thati Machado (Skoob)
Sinopse: Leo e Davi deram início a uma linda história de amor, todavia ainda não encontraram seu final feliz. Enquanto Leo quer gritar para o mundo o que sente pelo amado, Davi não se sente pronto para assumir seus sentimentos e teme que a família o rejeite. Esperando que vivenciar uma pequena aventura faça Davi mudar de ideia e perceber o que realmente importa, Leo o leva para acampar junto com seus melhores amigos. O acampamento, contudo, trará surpresas e reviravoltas. Será o medo capaz de afastar dois corações que batem um uníssono?

19) Aprendendo a Gostar de Garotos – Lorena Miyuki (Skoob)
Sinopse: Luiz Eduardo e Maria Eduarda são inseparáveis desde que se entendem por gente. Nunca tiveram uma briga sequer… pelo menos não até então.
Entre problemas familiares, novas amizades e romances complicados, os dois enfrentam a adolescência juntos, notando que compartilham não só o segundo nome, mas vários gostos em comum. Um deles em particular pode, em vez de uni-los ainda mais, acabar com anos de cumplicidade.
Durante o temeroso primeiro ano do ensino médio, Luiz e Maria vão aprender mais sobre si mesmos e sobre as pessoas que os rodeiam. Venha descobrir com eles o valor da amizade e o que faz a vida valer a pena.

20) Quero andar de mãos dadas – Victor Lopes (Skoob)
Sinopse: Johnny e Nicholas não se conheciam, mas desde que se encontraram pela primeira vez, viram que momentos bons podem existir em meio a sentimentos ruins e a uma vida onde nada parece estar do jeito certo.
Para Johnny seria só mais uma sexta-feira à noite comendo pizza com sua melhor amiga. Para Nicholas seria só mais uma sexta-feira à noite comendo pizza com sua prima. Acontece que a melhor amiga de um é prima do outro e foi assim que eles se conheceram. À partir desse encontro quase sem querer, surge uma amizade e um desejo adolescente que só cresce com as conversas, as opiniões musicais compartilhadas e os segredos confessados.
O que dois garotos adolescentes com um sentimento em comum um pelo outro podem fazer para se sentirem livres e viverem algo bom quando tudo ao redor parece conspirar contra? Mais do que isso, como lidar com os próprios pensamentos e opiniões indo de encontro aos seus desejos mais profundos e verdadeiros?
Uma história sobre um amor adolescente, a importância da família e a necessidade de lidar com coisas muito maiores que a própria vontade para que se possa ser feliz.

21) Adam & Peter – Daniel Harrison (Skoob)
Sinopse: Adam é um cara de 21 anos que é apaixonado pela culinária italiana. Vive com a mãe viúva numa casa na cidade de Nova York e gosta de passar as noites na boate de sua melhor amiga, Louise, cujo o púbico alvo são os gays. E, é claro, ele é gay.
Peter é um cara de 22 anos e um tanto quanto indeciso. Diz que é hétero, porém, seu melhor amigo, Oliver, afirma o contrário. É filho do dono da Parkinson’s Security e mora numa bela cobertura na cidade de Nova York.

22) Não Existe Amor Errado – Aharom Avelino (Skoob)
Sinopse: A escola pode ser um lugar complicado para qualquer adolescente, mas para um adolescente gay, ela pode ser ainda pior. Nando, Lipe, Caio e Júlia são quatro amigos que estão concluindo o ensino médio e precisam aprender a lidar com o preconceito, o julgamento e a agressividade dos outros alunos. Com coragem, amizade e, às vezes, muito bom humor, eles acabam descobrindo “a dor e a delícia” de ser quem são. Mas, e se em meio a tudo isso, um deles se apaixonar pelo garoto mais gato da escola? E se esse garoto for heterossexual? Será que, no amor, vale tudo? Será que, realmente, Não Existe Amor Errado?

23) A Arte de Ser Normal – Lisa Williamson (Skoob)
Sinopse: David Piper tinha oito anos quando foi questionado pela professora sobre o que queria ser quando crescesse. Respondeu à pergunta com cuidado. Só percebeu que havia algo de diferente em sua resposta quando os colegas começaram a dizer o que queriam ser: atriz, jogador de futebol, primeiro-ministro… Apesar disso, leu em voz alta o que havia escrito: “Quero ser uma menina”. O tempo passou, David cresceu (mais do que gostaria), mas mesmo agora, aos 14 anos, continua com o mesmo desejo, compartilhado apenas com Essie e Felix, seus melhores e únicos amigos.
Leo Denton nem bem chegou à Escola Parque Éden e já ganhou os holofotes ao defender David Piper das agressões dos colegas na hora do almoço. O soco no nariz de Harry Beaumont rendeu-lhe um mês de detenção e o alerta de que está em observação, ou seja, mais um deslize e será expulso, algo que Leo precisará evitar de todas as formas. A vaga no colégio de classe alta parece ser a sua última chance na vida, o que vai livrá-lo tanto do conjunto habitacional perigoso onde mora com a mãe e as irmãs quanto dos acontecimentos que o obrigaram a trocar de escola.
Com diálogos engraçados e relatando situações cotidianas na vida de adolescentes, Lisa Williamson consegue abordar a delicada questão dos transgêneros de maneira leve, sem ser apelativa ou condescendente demais. A história é contada sob o ponto de vista dos dois protagonistas, mostrando os diferentes mundos a que pertencem. Apesar de viverem em – praticamente – extremos na sociedade, David e Leo começam a desenvolver uma amizade, que será especialmente importante para David, que em muitos momentos encontra-se mergulhado na solidão.
Não que Leo não conviva com o mesmo problema, mas tem preocupações maiores para ocupar a cabeça. Enquanto David faz de tudo para ignorar os ataques dos colegas que o chamam de show de aberrações, Leo luta para resistir aos encantos da menina mais bonita da escola, Alicia Baker. Garotas, ele bem sabe, podem se transformar em grandes complicações e neste momento não podem fazer parte de seu recém-iniciado projeto de uma nova vida. Lisa Williamson tem talento para revelar informações importantes apenas nos momentos mais adequados, prendendo o leitor até a última linha.

24) Este Livro É Gay. E Hétero, e Bi, e Trans… – James Dawson (Skoob)
Sinopse: Este livro é gay trata de uma questão muito importante e, às vezes, de difícil abordagem entre professores, pais e jovens: a sexualidade. Com um texto muito claro e ilustrações engraçadas, o livro lembra um manual. O autor convida os leitores a refletir, de maneira honesta e sem preconceitos, sobre os desejos sexuais de cada um, defendendo, acima de tudo, o respeito às escolhas.

25) O Enterro das Minhas Ex – Gauthier (Skoob)
Alguma coisa não está indo bem na vida de Charlotte. Na escola, ela se
sente diferente das outras garotas da sua idade, e mesmo com o passar
dos anos a incompreensão sobre si mesma persiste. Em sua cabeça, amor e
amizade se misturam. Enquanto cresce, Charlotte narra as relações que
vive, desde as inocentes paixonites da infância até o início da vida
adulta. E, em um momento, ela entenderá que sua confusão tem nome. A
partir daí, a garota desbrava um mundo desconhecido cheio de
intolerância, arrogância e rejeição, mas também repleto de liberdade.

“A
liberdade não é apenas sobre votar, casar e se beijar na rua, apesar de todas
estas coisas serem importantes. A liberdade também é sobre o que você vai se
permitir fazer.”
( Dois Garotos Se Beijando)

 

 

E vocês tem mais algum livro que acrescentaria nessa lista?
Compartilha com a gente nos comentários 🙂

 

 

(Esse post é válido para o TOP – Comentarista de Março / 2017)