Spike Lee com troféu de Cannes pelo filme Infiltrado na Klan

Spike Lee será o primeiro negro a presidir o júri de Cannes

O cineasta Spike Lee venceu o Grand Prix de Cannes em 2018 por “Infiltrado na Klan”, filme baseado no livro autobiográfico de Ron Stallworth. A obra conta a história de um policial negro que conseguiu entrar e investigar a Ku Klux Klan de dentro. O filme também foi premiado no Oscar de 2019 como Melhor Roteiro Adaptado. Já falamos da obra na nossa recomendação de filmes para entender e refletir sobre o racismo.

Além de Infiltrado na Klan, Spike Lee já ganhou destaque em Cannes pelos filmes “Ela quer tudo” (1986), “Faça a Coisa Certa” (1989), Jungle Fever” (1991), “Garota 6” (1996) e “O Verão de Sam” (1999).

Agora, como presidente do júri, Spike Lee e o corpo de jurados ainda não divulgado, decidirá o vencedor do Palma de Ouro 2020, prêmio de maior prestígio do festival.

O diretor estadunidense diz estar “honrado por ser a primeira pessoa da diáspora africana” a assumir este cargo. Tomara que seja o primeiro de muitos!

Notícias afroliterárias

Leia as notícias mais recentes sobre literatura e cultura negra.