Resenha: Lute Como Uma Garota

Resenha: Lute Como Uma Garota

Por Lorrane Fortunato

3 de outubro de 2018

>
“Não há maior agonia do que suportar dentro de si uma história não contada.”
Maya Angelou 


Título: 
Lute Como Uma Garota
Autor: Laura Barcella e Fernanda Lopes 

Editora: Cultrix
Número de páginas: 368
Skoob: Adicione

Compre: Amazon

“Não desejo que as mulheres tenham poder sobre os homens, mas sim sobre si mesmas.” 
Mary Wollstonecraft 
O que é feminismo?
“Feminismo é um movimento político, filosófico e social que defende a igualdade de direitos entre mulheres e homens.”
 
“Estou feliz de ver que os homens estão conseguindo seus direitos, mas quero que as mulheres também consigam os seus, e enquanto a água se agita, vou entrar nesse lago.”
Sojouner Truth 


O livro “Lute como uma Garota” traz 60 mini biografias de feministas que mudaram o mundo. Publicado recentemente no pelo Grupo Editorial Pensamento é um livro extremamente necessário que toda mulher deveria ter na sua cabeceira. 
 
“Nunca ocorreria a um homem escrever um livro sobre a situação singular dos homens na humanidade. Se eu quiser me definir, primeiro devo dizer: Sou mulher’. Todas as outras afirmações surgirão a partir dessa verdade básica.”
Simone de Beauvoir 


Nesse livro, temos uma seleção extremamente bem feita de mulheres incríveis, alguns nomes são bem conhecidos e/ou falados, outros nem todos, mas todos igualmente importantes. 
Essa edição brasileira ainda conta com 15 perfis de mulheres brasileiras, que ajudam a entender e conhecer mais sobre o movimento feminista no Brasil. 
“Defenda alguma coisa, senão você sucumbirá a qualquer coisa. O poderoso carvalho de hoje á a noz de ontem que conseguiu resistir.” 
Rosa Parks 



Algo que me fez amar ainda mais esse livro foi o fato de haver muitas mulheres negras entre as 60 feministas. Isso é de uma representatividade inominável para nós mulheres negras, além de trazer mais conhecimento sobre algumas protagonistas no feminismo negro no passado e presente. 

“A imposição de estereótipos emocionais, sexuais e psicológicos nas mulheres começa quando o médico diz: ‘É uma menina’.”
Shirley Chisholm



O livro conta com pequenas biografias com a história, fatos revelantes, frases importantes, maiores feitos e algumas ilustrações muito bonitas. 

“Lute como uma garota” é um livro que traz uma escrita extremamente cativante e viciante. Com passagens emocionantes, encorajadoras e inspiradoras impossível sair dessa leitura sendo a mesma pessoa que era antes de realizá-la. 


Sem dúvidas, é um livro extremamente necessário e uma leitura obrigatória. Impossível não se emocionar e se apaixonar por Lute Como Uma Garota! 

“Eles atingiram meu corpo, mas não podem atingir meus sonhos.”
Malala

Artigos relacionados

afroliteraria_obras-james-baldwin

Você conhece todos os livros de James Baldwin publicados no Brasil?

Além de romancista, James Baldwin foi um grande ensaísta, dramaturgo, poeta e militante — principalmente das pautas raciais, sexualidade e identidade. Nascido no Harlem, em...

A humanização das pessoas negras em doze histórias únicas

A humanização das pessoas negras em doze histórias únicas

"As cabeças das pessoas negras", de Nafissa Thompson-spires, é uma obra que apresenta uma terceira via possível — e necessária — para a representatividade de...

Foto da capa de Garota, Mulher, Outras

“Garota, mulher, outras”, uma obra única e plural

A primeira palavra que vem à cabeça ao terminar de ler o livro "Garota, mulher, outras" é: único. A segunda é plural. Um livro diferente...

Leitura Preta: uma obra negra por mês em 2021

Leitura Preta: uma obra negra por mês em 2021

Vamos começar o desafio Leitura Preta 2021! Começamos o Leitura Preta ano passado com o intuito de incentivar o consumo de livros escritos por pessoas...

8 livros sobre a história negra brasileira escritos por pessoas negras

8 livros sobre a história negra brasileira escritos por pessoas negras

A grande parte da história negra brasileira é silenciada, negligenciada, apagada, deteriorada e distorcida. Materiais, registros e produções foram destruídos de um lado; o apagamento...

A nossa história, deixa que a gente conta

A nossa história, deixa que a gente conta

Bem sabemos que em uma história, o herói não é necessariamente a pessoa que perpetua os bons valores éticos e morais. Nem o vilão é...