Ator Babu Santana, participante do BBB20

Assista os melhores filmes de Babu Santana online

Por Sérgio Motta

29 de março de 2020

Nos últimos dois meses, Babu Santana é figurinha carimbada nos trending topics do Twitter. Isso se deve a participação do ator na 20ª edição do Big Brother Brasil. Babu se tornou um fenômeno na casa por seu discurso experiente, realidade de onde veio e pelo preconceito e exclusão que sofre dentro da casa.

Embora Babu tenha dois Grande Otelos — o Oscar do cinema brasileiro —, além de outros prêmios e mais de 70 papéis na TV e no cinema acumulados, o reconhecimento do seu trabalho ainda é mínimo. A maioria de seus personagens foram pequenas pontas e atuando como um criminoso ou policial. O próprio ator já comentou sobre isso:

Isso se deve à nossa sociedade, que vê um bandido ou um policial como um cara alto, truculento, com cara mau e negro. Há uma associação entre a violência e a imagem dos negros e de pessoas dos guetos. Então, tenho o visual perfeito para esses personagens.

Conhecemos esse cenário. Não está apenas na dramaturgia, mas também na literatura, na nossa sociedade e também na casa do BBB. Babu tem uma grande trajetória combatendo esses estereótipos e ressignificando sua vida e carreira. O próprio nome artístico, Babu, vem de um apelido de infância que o comparavam a um babuíno. Babu tomou o apelido para si, ressignificando-o como um nome forte, que o torna único.

Na maioria dos trabalhos de Babu, o cachê é baixo, o reconhecimento menor ainda, e publicidade sobre sua imagem, inexistente. Babu topou entrar no programa e passar pelo que passa por ele e sua família estarem em uma situação difícil financeiramente. Sabemos o motivo, e não é por falta de talento.

Decidimos falar sobre filmes em que Babu Santana tem voz e vai na contramão do papel que a sociedade espera que ele cumpra, e faz isso com excelência (e, por isso, nossos favoritos) e como assisti-los.

Café com canela (2017)

Aclamado pela crítica, esse filme é marcado para além de sua qualidade enquanto obra, o segundo longa de ficção brasileiro dirigido por uma mulher preta, Glenda Nicário — 34 anos depois de “Amor Maldito”, de Adélia Sampaio —, além de diferentes representatividades no elenco e na equipe de produção. Babu interpreta um médico gay, apaixonado por um homem mais velho, nessa história sensível sobre como lidar com perdas e continuar a vida.

Assista Café com canela:
Amazon Prime (teste por 30 dias grátis).

Mundo Cão (2016)

É triste pensar como quase ninguém viu essa grande obra do cinema nacional. E não dá pra dizer que é um filme tão “B” assim. O elenco conta com Lázaro Ramos, Adriana Esteves, Milhem Cortaz e, claro, nosso protagonista Babu Santana. Esse filmaço, com um quê de Tarantino, tem diálogos intensos e verborrágicos, dilemas morais, vinganças e narrativa não-linear. O ponto divergente é que Santana, personagem de Babu, até então vivia e quer continuar vivendo uma vida comum.

Assista Mundo Cão:
Google Play Filmes por R$3,90.

Estômago (2007)

Apesar de viver um presidiário nesse filme, Babu pôde se provar melhor do que o papel que se espera. Bujiú é um personagem humano, que tem humor, empatia e amor. Babu transcende o estereótipo do homem preto violento neste filme que lhe rendeu seu primeiro Grande Otelo como melhor ator coadjuvante. O filme figura na lista dos 100 melhores filmes brasileiros segundo a Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema).

Assista Estômago:
Telecine Play (teste 30 dias grátis)

Tim Maia (2014)

Esse você conhece. O filme de maior produção e divulgação de Babu, no papel do próprio Tim Maia na fase adulta. Babu interpreta uma das maiores vozes e personalidades negras brasileiras de todos os tempos — provando que ele pode ser muito mais que um bandido ou policial. Esta é, sem dúvidas, uma das melhores cinebiografias brasileiras já produzidas e rendeu a Babu um Grande Otelo e um Prêmio Sesc de Cinema, ambos de melhor ator.

Assista Tim Maia:
Globoplay (teste de 7 dias grátis)
Google Play Filmes, alugando por R$3,90.

Uma onda no ar (2002)

Este filme foi o primeiro grande papel de Babu no cinema e é inspirado na história real da Rádio Favela, rádio pirata criada por jovens de Aglomerado da Serra, uma grande favela de Belo Horizonte. Babu faz Roque, um dos quatro protagonistas. O filme foi gravado na própria Aglomerado da Serra e Babu se sobressaiu dentre centenas de candidatos para conseguir o papel. Um trecho da obra, ganhadora de mais de dez prêmios, faz parte do acervo do Museu da Língua Portuguesa.

Infelizmente não encontramos “Uma onda no ar” em nenhuma plataforma de streaming, mas é possível encontrá-lo em DVD. Recomendamos!