Imagem com a capa do livro

“Eu, Tituba, bruxa negra de Salém” traz luz a uma personagem histórica esquecida e silenciada

Por Lorrane Fortunato

24 de novembro de 2019

Mulher negra, escravizada, feiticeira, Tituba. Você conhece sua história? Tituba foi uma das primeiras pessoas acusadas de bruxaria em Salém. Porém, sua vida e história foram quase que completamente esquecidas.

O livro escrito por Maryse Condé recria a história de Tituba, trazendo os poucos fatos verdadeiros que se tem conhecimento, junto a vida que seus dedos decidiram recriar para a personagem histórica.

Assim, Maryse Condé da voz a Tituba, para que esta fale sobre sua condição de mulher, de negra, de escravizada. Permite que Tituba nos conte seus medos, seus anseios e seus desejos mais secretos.

“Bendito seja o amor que derrama sobre o homem o
esquecimento. Que o faz esquecer sua condição de escravo.
Que faz recuar a angústia e o medo!”

Imagem com a capa do livro "Eu, Tituba: bruxa negra de Salém" de Maryse Condé.A escrita de Maryse Condé é poderosa. Você sente a força da sua voz emanando das palavras. Voz essa que ela cedeu a Tituba, para que ela contasse sua história. Com uma escrita crua, potente e veraz, a autora faz com que a ideia de parar a leitura desse livro seja inconcebível.

“Eu, Tituba: bruxa negra de Salém”, de Maryse Condé, traz luz a uma personagem histórica esquecida e silenciada. Esse livro é um uma homenagem a quem foi Tituba e é uma linda forma de preservar sua memória.

“Os mortos só morrem se morrerem também em nosso coração.”

Imagem com a capa do livro "Eu, Tituba: bruxa negra de Salém" de Maryse Condé.Ficha técnica

Título: Eu, Tituba: bruxa negra de Salém
Autora: Maryse Condé
Editora: Rosa dos Tempos
Número de páginas: 252
Compre: Amazon

Notícias afroliterárias

Leia mais